instituto brasileiro arte e cultura
2014 - ano aldo rebelo
 
006
 
 
 
 
 
Vanessa Gomsant

 

A Dança e sua Origem!

[email protected]

A Arqueologia e a História da Arte revelam que a Dança, tão imemorável quanto a história da humanidade, é a mais antiga de todas as Artes.
A Dança existe desde a Pré-história, quando os homens expressavam-se e ainda manifestavam suas emoções em sua forma mais primitiva e elementar – o gesto. Antes mesmo de usar a palavra, os primitivos já recorriam aos movimentos corporais como meio de celebração entre si e com a Natureza. E nestes movimentos, ou através deles, era representada sua própria essência humana, de maneira individual ou coletiva.
Em constante comunhão com a Natureza, os homens dançavam em todos os mo(vi)mentos solenes de sua existência, como: rituais sagrados, cerimônias e cortejos religiosos ou sociais, o nascimento, o casamento e a morte, a semeadura e a colheita, lutas e guerras ou paz e vitória. E, nesses típicos e significativos momentos de agradecimento, súplica ou adoração, a Dança era vivenciada e expressa com sua máxima intensidade, representando a relação do homem com a Natureza e com seu próprio ser.
Essa importante descoberta do homem e sua profunda necessidade e veneração pela comunicação e expressão corporais, permitiu, desde então, que a Dança se tornasse a linguagem de expressão realizada nas, e entre as, mais diversas comunidades vivas do homem. Porém, com o passar dos anos o homem evoluiu e, consequentemente, como todas as Artes, a Dança também evoluiu.
No decorrer das gerações, a evolução do homem fez com que a Dança sofresse diversas transformações. As inúmeras influências, humanas ou naturais, que a cercavam, permitiram que a Dança perdesse sua mais pura essência e se tornasse “padronizada”, com passos e gestos combinados, perdendo sua originalidade da Dança-Encanto e tornando-se uma Dança-Arte.
Atualmente, todo esse processo de transformação na História da Dança, mostra-nos suas diferentes fases pela qual passou ou na qual ainda se caracteriza, exigindo-nos que a classifiquemos em Dança Étnica, Dança Folclórica ou Dança Teatral. Bem distintas entre elas, mas cada uma com sua peculiaridade e riqueza...
...A continuação dessa história? Só no próximo Artigo!
Não perca os próximos para juntos dançarmos na História e nos Encantos da Dança!
“Dança não é apenas jogo, mas celebração. Participação e não espetáculo. A dança está presa à Magia e à Religião, ao Trabalho e à Festa, ao Amor e à Morte.”
“Dança não é apenas uma Arte, mas um modo de viver. É um modo de existir!”
(Autores Anônimos)
E eu complemento...
“A dança está presa à existência e origem da vida, e nós estamos totalmente presos a ela, seja ontem, hoje ou amanhã! Muito mais do que um modo de viver e de expressar, ela é a Arte da vida que nos ensina seu tempo e espaço em perfeita harmonia!”
Vanessa Gomsant

25 de outubro de 2006

 


botão voltar
 
 

|| página inicial || apoio e patrocínio || institucional || sítios indicados || ||